O esforço em realizar ações para preservar os recursos hídricos em Arcos, Centro Oeste de Minas Gerais nas bacias hidrográficas de captação de água para a comunidade arcoense fica cada vez mais fortalecido, através das ações do Programa Pró-Mananciais, implementado em 2018 pela Copasa por intermédio do Coletivo Local de Meio Ambiente (COLMEIA).

Em 2018/2019 foi concretizado a etapa I (um) no Córrego do Tchá Tchá com Cercamento de vegetação nativa e nascentes, construção de bacias de captação (barraginhas), terraço em nível, adequação de estradas, plantios de mudas nativas e dias de campo sobre meio ambiente e fossas sépticas biodigestoras.

Em 2020  foram iniciadas as obras da etapa II (dois) que foi apresentada em uma reunião e dia de campo promovida pelo Colmeia (Grupo gestor local do Promanancias) ao ar livre no dia 28 de julho de 2020 na bacia hidrográfica do Ribeirão Barreiro em Arcos, apesar de todas as dificuldades enfrentadas devido a pandemia do novo corona vírus e adotando os cuidados requeridos para a circunstancia (mascara, gel, distância).

Os objetivos foram: atualizar sobre as metas para 2020/2021, conferir os materiais que já chegaram (postes, esticadores,  arame farpado) e obras já iniciadas de Cercamento de 3.378 (três mil trezentos e setenta e oito) metros de vegetação ciliar e nascentes além da realização do perfil fotográfico da bacia hidrográfica.

Na ocasião estavam presentes os representantes das entidades: Copasa, Prefeitura Municipal de Arcos, Rotary Clube de Arcos, Caritas, Diocese de Luz, Paróquia Nª Sª do Rosário, Solar Brasil e EMATER-MG (conveniada com a COPASA para o projeto Promananciais e coordenadora do COLMEIA).

Outras entidades que compõem o Colmeia: IEF – Instituto Estadual de Florestas (justificou ausência), Lions Clube, Sindicatos e outros.

Irani Muniz Leão da EMATER-MG relembrou as conquistas da primeira etapa no Córrego do Tcha Tchá, Elenice, da Copasa Bom Despacho falou sobre o programa, as metas atingidas, novas possibilidades e da importância do envolvimento das pessoas das entidades aproveitando para parabenizar o Rotary por intermédio de seu presidente Vieira e Solar Brasil pelo patrocínio do perfil fotográfico feito na área, Miller, secretario de Meio Ambiente e agricultura falou da relevância dessas ações que são fundamentais para a conservação e recuperação dos mananciais e dos ambientes nos quais estes estão inseridos.

Continua após a publicidade

Denilson Teixeira, Prefeito Municipal fez um agradecimento à Copasa pela implantação do Programa Pró Mananciais no município de Arcos, o que muito tem  contribuído para  preservação das matas e nascentes, e,   parabenizou todos as entidades que  participam do “Pró-Mananciais” juntamente com todos moradores da comunidade localizada na bacias hidrográficas e áreas de recargas dos mananciais, que abastecem a cidade.

Relembrou as dificuldades de falta de água e a grande contribuição do projeto com as ações implementadas que já asseguraram beneficio  de retenção de milhões de litros de água no solo abastecendo o sistema ao longo dos anos.

Zenaido  Lima da Fonseca, da EMATER-MG e Rotary, coordenador do Colmeia falou sobre o perfil das propriedades previamente cadastradas no programa nas etapas I e II e a grande satisfação da empreiteira AMOPEB ter aceitado a sugestão de contratação da mão de obra local para realização do cercamento que ficou a cargo do jovem rural e agricultor familiar Paulo Henrique e seu pai  Roberto Francisco da Silva (Índio).

Completou dizendo que o foco será proteger e recuperar as micro bacias hidrográficas e as áreas de recarga dos aquíferos e que as  cercas impedem a entrada do gado e outros animais pesados nas nascentes e cursos d’águas, evitando a compactação do solo, que obstrui o afloramento da água, processos erosivos e a destruição da vegetação nativa, promovendo, assim, a recomposição da mata ciliar de forma natural, o que melhora a qualidade e a quantidade de água das bacias.

Outras ações planejadas deverão acontecer ainda em 2020.